Credibilidade: O quanto você confia nos seus parceiros?

5.0
06

Dentre os vários motivos pelos quais uma companhia decide fazer parcerias, podemos citar estratégias de se destacar no mercado, sobrepor a competitividade e expandir sua abrangência. Seja qual for o motivo, é necessário confiar nos seus parceiros. Portanto, vamos conhecer maneiras de identificar quem pode ser um ótimo parceiro e como você também pode passar credibilidade. 

Concorrência

Existem vários fatores externos que afetam a produtividade de um negócio, bem como seu desempenho no mercado. Os componentes do ambiente geral são fatores extremamente relevantes. São cinco: Demográfico, econômico, sociocultural, político/legal e tecnológico. Esses elementos externos podem afetar apenas algumas organizações ou um setor como um todo.

Outro aspecto importante é sobre a análise do ambiente setorial, que analisa questões mais diretamente relacionadas ao setor no qual a empresa está. De acordo com Porter, a concorrência enfrentada por uma companhia, dá-se por vários fatores. Esses fatores são forças representadas no Modelo de Cinco Forças desenvolvido por Porter em 1986, que ilustram como é possível analisar a estrutura competitiva de um negócio.

O modelo de Porter mostra que existem forças externas importantes além da Rivalidade entre os concorrentes. Elas são: Poder de barganha dos fornecedores, poder de barganha dos clientes, ameaça de novos entrantes e ameaça de produtos substitutos.

Pensando nisso, uma das formas de evitar a concorrência é fazer parcerias.

Parcerias e credibilidade

O sucesso de uma parceria está diretamente ligado a objetivos comuns, cooperação, ética, transparência e revisão contínua. Portanto, as dicas para ser e identificar um bom parceiro estão diretamente relacionadas com essas características.

Honestidade

Essa é uma qualidade extremamente relevante para qualquer relacionamento. Assim, não poderia ser diferente em uma relação de parceria. Portanto, não basta prometer; é preciso cumprir e ser transparente com as intenções por trás da parceria. Sem falar que a falta de transparência são manchas na reputação de muitos negócios. Portanto, assim como é fundamental nunca prometer o que não pode cumprir ao cliente, adote a mesma postura ao se tratar de  parcerias. Procure pessoas honestas e transparentes.

Pessoas de visão

Pessoas empreendedoras têm algo a acrescentar ao seu negócio. Por isso, é essencial perceber quais são os planos do seu parceiro antes de fechar a parceria. A união de pessoas com os mesmo propósitos só tende ao sucesso.

A importância do networking

Ter um bom networking é essencial. Verificar quem são as conexões daquele parceiro é indício do que esperar e de quais prováveis oportunidades aparecerão no futuro. É como o famoso ditado: “diga com quem andas que eu direi quem tu és.” Dessa forma, é possível fazer uma projeção para além da parceria inicial e pensar na possibilidade de novos contatos relevantes para a empresa.

A intimidade é perigosa

Tratando-se de negócios, evite escolher alguém apenas porque aquela pessoa é próxima de alguma forma, seja familiar ou amigo. Afinal, é muito difícil separar o profissional do pessoal, mas caso você seja uma pessoa com talento nessa área, apenas seja criterioso. Analise as características daquela pessoa como faria com qualquer outra pessoa. Descubra como a parceria pode ser benéfica para ambas as partes e só feche o acordo se tiver certeza.

Agregando valor

Escolher alguém que possa agregar valor é essencial. Quais são as habilidades complementares que aquela pessoa poderá trazer para o negócio? Filiar-se a alguém que possui as mesmas habilidades já existentes na companhia talvez não seja a melhor estratégia. Por isso, autoconhecimento é importantíssimo: Conheça seus pontos fortes e fracos e dê preferência à alguém que acrescente competências que antes não estavam agregadas aos negócios.

Seguindo essas dicas citadas acima, é fácil ser um bom parceiro e identificar qual a melhor escolha.

A partir dessas dicas é possível conferir a credibilidade dos seus parceiros. Quer conhecer mais aspectos do empreendedorismo? Leia essa seção do nosso blog.

Compartilhar

Este site utiliza cookies.