Nvoip - Plataforma de Telefonia VoIP
  • English
A importância do endomarking em qualquer companhia
Livia Amorim

Livia Amorim

Endomarketing: Um segredo para a satisfação

Endomarketing: Um segredo para a satisfação
5 (100%) 4 votos

Todos conhecem e estão familiarizados com a palavra marketing, certo? Mas o que seria endomarketing? Se você quer entender bem o que é, então continue a leitura. Vamos explicar o que é, quais os benefícios e como você pode aplicá-lo na sua empresa. Ficou interessado? Então vamos lá!

O que é endomarketing?

Endomarketing é uma estratégia de marketing institucional. Ou seja, é uma estratégia voltada para as ações internas da empresa e para os colaboradores. Por vezes é também chamado de marketing interno, – apesar de serem estratégias diferentes, mas complementares – e tem por objetivo reforçar a imagem e a marca da empresa para seus funcionários, de modo que a sua equipe seja mais motivada e engajada. Dessa maneira, os próprios colaboradores são os primeiros clientes daquele negócio e podem influenciar enormemente com o seu networking e social selling. Consequentemente, são obtidos outros resultados muito benéficos para a companhia, como a diminuição do turnover e colaboradores mais motivados e capacitados para trabalhar. Além disso, é possível melhorar o ambiente empresarial, ou seja, o clima organizacional.

Isso tudo acontece graças ao movimento interno gerado pelo endomarketing. Da mesma maneira como a empresa faz esforços para convencer seu cliente que a sua solução é a melhor para ele através do marketing, isso acontece no endomarketing. Portanto, a maioria das empresas dedica-se ou marketing digital e inbound marketing, bem como no outbound marketing. São muitas as ações de promover a empresa nas redes sociais, entre os contatos mais importantes, em anúncios e propagandas.

No entanto, poucas são as empresas que realmente dão a devida importância ao endomarketing. Talvez porque grande parte delas não conhece ou não sabe como colocá-lo em prática no dia a dia. Por isso, vamos mostrar agora como você pode fazer um ótimo endomarketing aí, na sua empresa.

Por que endomarketing é importante?

A maneira como o colaborador percebe o ambiente no qual trabalha, bem como a forma como enxerga a companhia, impacta diretamente na sua produtividade. É certeza que um funcionário insatisfeito não será produtivo. Portanto, é preciso fazê-lo sentir-se motivado e satisfeito com o seu papel. Afinal, o diferencial no mercado atual é a força do intelecto, portanto, os seres humanos. São eles que formam e compõem a empresa, afetando diretamente no seu funcionamento.

Mas como fazer com que os funcionários se tornem representantes espontâneos da marca? É preciso gerar engajamento. Então, surge a pergunta: Como fazer um endomarketing efetivo, de forma a gerar engajamento? A próxima etapa é responder à essa pergunta.

Colocando na prática

Primeiramente, é preciso definir quem será responsável por essa tarefa, no caso de uma pequena empresa. Em pequenas empresas não é necessário definir uma pessoa em específico para exercer essa função. Afinal, a empresa conta com um número reduzido de colaboradores. Portanto, esse papel pode ser feito por um gestor. Mas em empresas de médio e grande porte, já é possível direcionar alguns funcionários do departamento de marketing e de RH para trabalharem juntos nessa tarefa. Além disso, é possível trabalhar o marketing interno alinhado com o endomarketing, o que trará ainda mais resultados e benefícios.

Independente de quem seja o responsável por cuidar do endomarketing, é importante que esse setor tenha conhecimento dos perfis pessoais e profissionais dos colaboradores do negócio. Além disso, é preciso que saibam quais são suas funções designadas, tarefas e papéis dentro da companhia, além de suas dedicações e comprometimentos.

1 – Pesquisa

Para conhecer todos esses aspectos, as satisfações e as insatisfações, é necessário começar com uma pesquisa. Fazer o levantamento das informações é essencial para compreender qual é o panorama da empresa. A maneira mais assertiva de levantar esses dados é fazer entrevistas com os funcionários ou, caso a empresa seja muito grande, é possível pensar em algumas estratégias mais práticas para agilizar o processo, como questionários. Mas é necessária muita atenção e conhecimento para elaborar um bom questionário, que investigue todas as áreas de atuação dos funcionários de maneira objetiva e clara ao mesmo tempo.

Mas, caso a empresa seja pequena, o ideal é realizar as entrevistas. Assim, é garantido a veracidade e os detalhes nas respostas de cada colaborador. Aqui é importante ressaltar um detalhe. Não é interessante que um chefe direto ou indireto realize as entrevistas, pois isso pode inibir as respostas, gerando falsos resultados. O ideal, é que as pesquisas sejam realizadas pela equipe me RH ou alguém com características que são admiradas pelos colaboradores e que se enquadrem no perfil necessário para o papel.

2 – Treinamentos e integrações

Os treinamentos são as ações mais comuns das empresas. Através deles, o funcionário sente-se preparado e capacitado para exercer a função que lhe compete. É importante ressaltar a importância do treinamento inicial, atrelado à integração do funcionário. Infelizmente, a maioria das companhias não se atenta ao papel fundamental da integração. No entanto, é comprovado, que através dessas ações, os funcionários sentem-se partes importantes da empresa, ou seja, sentem-se valorizados. Assim, mais uma vez, a produtividade e a motivação aumentam, já que o nervosismo, principalmente dos primeiros dias, dá lugar ao engajamento. Assim, consequentemente, o turnover só tende a diminuir.

3 – Bonificações

As bonificações são ótimos incentivos para qualquer funcionário. Eles são premiados de acordo com o seu desempenho e cumprimento de objetivos e metas. É interessante quando essas bonificações são em dinheiro, mas podem se dar de diferentes formas. Um dia de benefícios, um prêmio de reconhecimento, um tempo a mais no almoço ou uma folga. Enfim, existem diversas formas de bonificar o seu funcionário. O importante é mostrar como ele pode ser recompensado por um bom desempenho. E acredite, mesmo as pequenas coisas já geram grandes resultados.

4 – Gamestorming e gamificação

Mais interessante ainda é associar as bonificações à ações do dia a dia ou gamificações. As gamificações – ou ludificações – são jogos implementados na organização com o objetivo de aumentar a motivação, gerar companheirismo e engajar os colaboradores. É uma estratégia muito utilizada no setor de RH, como na seleção de pessoas ou no treinamento dos novos contratados. Contudo, seu uso tem se expandido para várias áreas.

Algumas outras ações simples do dia a dia, como elogios, mudam o ambiente e melhoram os relacionamentos. E, por isso, não devem ser menosprezadas. Comece pelo básico, naquilo que está na capacidade de qualquer um e vá evoluindo, elaborando estratégias mais elaboradas. Como é o caso do Gamestorming.

Ficou interessado em sabe o que é? Está esperando o que para ler nosso artigo sobre gamestorming, então? Aproveita e deixa algumas estrelas aqui e lá! E bom endomarketing!