Aproveitando ao máximo as capacidades e talentos através da gestão de competências
Lívia Amorim

Lívia Amorim

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Gestão de competências: contratando com mais assertividade

Gestão de competências: contratando com mais assertividade
5 (100%) 3 voto[s]

Você sabe que precisa de novos colaboradores, mas sabe como contratar a pessoa certa? Sabe analisar as competências dos candidatos? Conheça agora a Gestão de Competências e faça contratações mais assertivas!

Esse conhecimento faz parte do cotidiano dos profissionais de recursos humanos. Mas, a gente sabe que a maioria dos negócios brasileiros é formado por pequenas empresas. Segundo o SEBRAE. quase 100% dos negócios são MPE Se este é o seu caso, é bem provável que você não tenha um profissional de RH que lhe ajude na contratação de novos colaboradores. Além disso, a contratação de um serviço terceirizado tende a ser caro.

Por isso, quem tem uma Startup precisa adquirir habilidade em vários setores.

Está se identificando com a situação? Então este artigo é para você! Vamos entender agora o que é Gestão de competências!

O que é Gestão de Competências?

A gestão de competências é um sistema de identificação e administração dos colaboradores de uma colaboração. A seleção dos funcionários é feita a fim de suprir lacunas estudando qual é o melhor perfil de acordo com as necessidades da empresa e as correspondentes competências dos candidatos.

Por competência podemos entender a soma de conhecimentos e de habilidades de alguém. Neste caso, avalia-se o retorno que o trabalho de alguém traz para a empresa.

Mas então qual é o processo para colocar em prática a Gestão de Competências? Vamos ver o passo a passo!

1. Diagnóstico

O primeiro passo para implementar essa gestão na sua empresa é fazer o diagnóstico. Para isso, é possível pedir feedbacks dos atuais colaboradores e também dos seus clientes. Caso você já tenha um setor de RH, o ideal é acompanhar os relatórios sobre os processos e os resultados da sua equipe de Recursos Humanos.

Mas e como conseguir um feedback honesto dos seus funcionários? Como motivá-los a participar? As mesmas estratégias utilizadas no processo para evitar o Turnover, podem ser aplicadas nessa situação em questão.

Além disso, pesquisas de satisfação são ferramentas fundamentais que devem ser aplicadas rotineiramente e assim, serem incorporadas na cultura empresarial.

Paralelamente à essa pesquisa, é importante mapear as competências dos seus colaboradores. Dessa maneira, conhece-se as reais necessidades da empresa e distribui-se as competências adequadamente entre os setores e os cargos.

2. Implementação de Processos

Com base no que foi estudado na primeira etapa, a estrutura da empresa estará clara. Assim, muitas vezes, percebem-se que haviam cargos obsoletos ou desnecessários, funções que podem ser centralizadas em um único setor e/ou melhores distribuições de funções.

Portanto, na grande maioria das vezes, ocorre a reformulação de cargos. Para isso, é preciso repensar nas exigências e formas de remuneração adequadas.

E no caso de ser necessário efetuar novas contratações, o recrutamento deve ser feito com base nas competências, iniciando o processo desde o princípio. Contar com dinâmicas e o uso de tecnologias no processo seletivo é uma ótima aposta!

3. Treinamento

Após a contratação dos novos funcionários, é necessário treiná-los, correto? Esse processo é imprescindível para despertar o talento de cada colaborador. Assim, conhecendo bem as suas funções, ferramentas e procedimentos internos todos terão condição de dar o melhor de si!

Juntamente ao treinamento, verifique se o novo funcionário está ciente da cultura empresarial. Afinal, isso pode prejudicar o bom funcionamento da empresa, principalmente de pequenos negócios.

Cada empresa tem uma forma de treinamento, no entanto, é indicado que, neste caso, o foco inicial seja nas competências indispensáveis para que em segundo momento, o foco passe a ser nas outras habilidades que serão úteis para o serviço.

4. Recrutamento

É sempre ideal dar prioridade para os talentos internos de uma empresa. Portanto, o recrutamento interno é uma forma de reciclar e aproveitar o capital humano já disponível na instituição.

Portanto, mostre que a empresa está aberta para conhecer outras habilidades dos seus funcionários. É bem provável que ambas as partes descubram talentos escondidos. Os colaboradores se sentem motivados, pois terão acesso a essa oportunidade antes de começar o recrutamento externo. Pode ser a chance que eles estavam esperando.

5. Mensuração e aprimoramento

Para saber se as ações adotadas pela empresa estão gerando resultado, é sempre importante mensurar os resultados das ações. A partir disso, obtêm-se resultados concretos e assertivos. Uma dica é fazer um comparativo com antes da implementação desse processo e fazer mapeamentos periódicos.

Quais são as vantagens da Gestão de Competências

Ganho de satisfação

Satisfação é imprescindível. Tanto para a sua equipe quanto para o seu cliente. Uma equipe insatisfeita e desmotivada resulta em baixa qualidade no atendimento e baixo desemprenho.

São vários os motivos pelos quais sua equipe pode estar desmotivada. Por isso, é importante fazer pesquisas periódicas e abrir um espaço para ouvir o seu profissional, assim como você ouve o cliente.

Muitas vezes, os profissionais que lidam diariamente com os seus clientes sabem bem melhor o que eles precisam e procuram. Já parou para pensar nisso?

Redução de turnover

A rotatividade de pessoal é um movimento que, em sua maioria das vezes, é extremamente prejudicial. No entanto, é importante saber que a partir do momento que a empresa colocar em prática a gestão por competências, esse turnover pode aumentar. Afinal, pode ser identificado que há a oportunidade de mudar e enxugar a equipe para atingir melhor resultado através da objetividade dos procedimentos internos.

Mas quando o processo já estiver implementado, os colaboradores estarão satisfeitos ao enxergar como suas habilidades são relevantes para a empresa e como trazem resultados.

Além disso, a busca por profissionais qualificados não será mais necessária, pois eles já estarão trabalhando com você!

Crescimento acelerado e superação de metas

Seu objetivo é crescer? Então essa é mais uma alavanca para impulsionar o crescimento.

Como time certo, você terá propulsão suficiente para alcançar o seu potencial máximo. Afinal, o maior tesouro de uma empresa é o capital intelectual.

Parece ótimo! Mas como fazer isso tudo sozinho? O uso de ferramentas auxilia e automatiza processos. E todos sabemos que a telefonia é uma ferramenta essencial de qualquer empresa.

Por isso, a Nvoip disponibiliza recursos fundamentais para auxiliar no gerenciamento da sua empresa totalmente de graça.

Como a Nvoip pode me ajudar?

O telefone ainda é o meio de comunicação mais prático e seguro. É muito mais rápido que um e-mail ou respostas por redes sociais e também muito mais confiável.

Diferentemente do que a maioria das pessoas pensa, a telefonia não parou no tempo. Graças à telefonia 4.0 você pode atrelar a sua telefonia à internet e ter muitos benefícios como a gravação de ligações, escuta e históricos.

Quer saber como cada um desses recursos funciona aqui na Nvoip? Entre em contato com a gente e descubra as vantagens de ter um número VoIP na sua startup.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn