comparação entre as vantagens e desvantagens de um home office e um coworking
Lívia Amorim

Lívia Amorim

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Home office ou coworking: qual escolher?

Se você é um freelancer ou trabalha remotamente para uma empresa, esse artigo para você! Hoje você vai conhecer as maiores vantagens de um coworking e home office. Qual o melhor para trabalhar?

Home office

Home office é uma das formas de trabalho mais populares atualmente, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Muitas empresas estão preferindo contratar pessoas para contribuírem na sua produtividade de forma remota. Além disso, a maioria das pessoas que quer abrir sua própria empresa ou trabalhar como freelancer considera ter um home office. Muitos benefícios são ganhos através do trabalho em home office, seja em mobilidade, economia ou flexibilidade.

No entanto, nem todas as pessoas que escolhem trabalhar no home office conseguem ter produtividade. Alguns freelancers já assumiram sentir solidão ou terem dificuldades para se concentrar.

Atualmente, outra solução é o coworking para quem busca uma nova forma de trabalhar. Essa ideia ainda vem ganhando espaço no Brasil. Portanto, se você já ouviu falar em coworking e gostaria de saber mais continue a leitura!

Coworking

O coworking é mais do que um monte de gente trabalhando no mesmo lugar. Muitas pessoas afirmam que o que há em volta influencia positiva ou negativamente. Por isso, o espaço de um coworking pode ser muito estimulante e atrativo: Objetivo de um coworking é criar um Hub ou epicentro, o que promove o estímulo da integração.

Mas é importante saber que você estará trabalhando com outras pessoas e por isso o diferente estará presente. É necessário estar ciente de que também há regras e a colaboração é geral. Apesar disso, o coworking apresenta grandes vantagens para os profissionais.

E agora, qual a melhor escolha? Vamos falar de alguns benefícios e comparações entre home office e coworking. Então continue a leitura!

Home office ou Coworking?

Tanto um escritório em home office ou um espaço de coworking oferecem grandes vantagens e benefícios. O importante é saber o que se procura e se espera de cada um desses locais. Por isso, vamos as reflexões!

Solidão vs. Equipe

Muitas pessoas que trabalham em casa já relataram se sentirem solitárias no home office. Consequentemente, afirmam que acontece um movimento de retração quanto à criatividade. Novos ares podem ajudar na criatividade. Porém, quem não tem um trabalho que necessita de força criadora através da criatividade, não costuma enfrentar tais problemas. Outros conseguem extrair inspiração das pequenas coisas.

No entanto, os coworkings, além de propiciarem um ambiente para a troca de experiências também promovem eventos e encontros com o objetivo de criar um epicentro. A partir da troca, acontece o estímulo da produtividade e criação. Por isso, muitas pessoas que trabalham em home office têm frequentado coworkings.

Networking vs. Marketing digital

Através das frequentes trocas entre as pessoas que frequentam os coworkings é possível estabelecer muitos contatos que ajudam no networking. Assim, muitas relações podem surgir desse ambiente, além de possíveis parceiros e clientes. A indicação é algo extremamente relevante. Atualmente, as pessoas não confiam tanto em marcas quanto já confiaram no passado, por isso o networking tem grande valia, uma vez que as pessoas confiam cada vez mais em recomendações como mostra o estudo Global Trust in Advertisement.

Quem trabalha em home office precisa correr atrás dos seus clientes. Uma forma de fazer isso é com o marketing digital. Para quem é habilidoso ou quem conhece uma pessoa para dar uma mãozinha, pode se sair bem. Mas marketing não é sorte e deve ser feito de forma consciente. O networking nesse caso também é importante, mas muito mais difícil quando se limita o contato com outras pessoas. Porém, quem já tem um lugar consolidado no mercado não sofrerá com o networking.

Deslocamento vs. Comforto

Uma das grandes vantagens de um home office é o deslocamento. É possível trabalhar remotamente ou montar um espaço para receber os clientes. Mas alguns clientes podem preferir que você vá até eles, então, por mais que você trabalhe em casa é provável que vez ou outra tenha que sair para fechar um negócio. É o caso da arquiteta e urbanista Ciça Ferracciu, que afirmou em entrevista ao Conexão Futura. Ela disse que seus clientes preferem não ter que se deslocar até o seu home office para fazer uma reunião. Por esse motivo, ela vai até o local combinado por eles para em seguida, retornar e realizar o serviço no home office.

Se você precisa ir até o cliente, frequentar diferentes coworkings pode ser a forma ideal de ter certeza que você chegará a tempo e aproveitar aquele tempo extra para ser produtivo. É possível contratar apenas algumas horas, bem como optar por planos semanais ou mensais.

Investimento vs. Pagamento

Escolhendo trabalhar em casa será necessário fazer um investimento para ter um ambiente dedicado para o trabalho. É importante adquirir uma mesa e cadeira confortáveis, além de investir em um conforto térmico que permita a produção com o mínimo de interferência. Além de tudo isso, talvez seja necessário aumentar o pacote de internet para garantir a qualidade do trabalho. Mas tudo isso pode ser encarado como investimento para seu próprio conforto e felicidade.

Já em um coworking você não precisa comprar uma mensalidade, como já falamos anteriormente. Existem planos que você pode contratar como pacotes de diárias, semanais, contrato por horas ou mesmo fazer permutas. Além disso, os preços são variados. É verdade que nem sempre as pessoas podem pagar por uma mensalidade de coworking, mas mesmo assim é possível que queiram frequentá-los eventualmente. Isso também é possível, basta agendar o seu espaço.

Escolher porquê?

Como você já deve ter percebido, é possível usufruir dos dois mundos. Os dois têm vantagens e desvantagens e tudo depende do momento da carreira de cada um, experiências pessoais e até o perfil profissional. O importante é estar satisfeito no local de trabalho e saber que é possível experimentar antes de tomar decisões definitivas, principalmente se você quiser conhecer um ambiente de coworking.

Quanto ao home office, é necessário ter mais certeza antes de investir em mudanças. Afinal, as mudanças vão ser na sua casa, o que exige maior certeza. Portanto, veja alguns relatos e converse com diferentes pessoas: cada um tem sua própria experiência, mas pode aprender com o outro.

Então, o que te conquistou mais: Home office ou coworking? Se você gostou desse assunto, leia este artigo sobre escritório virtual.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn