O que é turnover e qual a sua importância?
Lívia Amorim

Lívia Amorim

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O que é turnover e como evitá-lo

Você sabe o que é turnover? Sabe como a rotatividade de pessoal pode ser prejudicial para um negócio? Vamos conhecer um pouco melhor o que é turnover, quais comportamentos evidenciam uma alta rotatividade e porque isso ocorre. 

O que é turnover

Turnover é um termo muito utilizado na área de Recursos Humanos. No entanto, é importante que todos saibamos do que se trata. Esse termo refere-se a rotatividade de pessoas dentro de uma empresa.

Espera-se que o turnover de uma empresa esteja baixo, pois uma grande rotatividade de pessoal pode ser prejudicial tanto financeiramente quanto produtivamente.

Turnover Voluntário

Como o próprio nome indica, refere-se à quantidade de pessoas que se desligam na empresa de forma voluntária. Isso pode acontecer por vários motivos, mas os mais comuns são: surgimento de melhor oportunidade financeira, conflitos internos ou insatisfação profissional.

É imprescindível saber qual foi o motivo do desligamento para evitar que o mesmo volte a ocorrer no futuro, uma vez que é um forte indício de que a companhia está com dificuldades de reter talentos.

Turnover Involuntário

Já no turnover involuntário, ocorre o movimento contrário. A empresa demanda a rotatividade, seja porque o colaborador não se adaptou ao clima da empresa, porque não cumpriu os requisitos mínimos para apresentar uma boa qualidade de serviço ou por justa causa. Pode acontecer, ainda, por algum desentendimento com chefia.

Turnover Funcional

O turnover funcional é considerado benéfico para a empresa, pois ocorre quando um funcionário que apresentava baixo rendimento ou que causava prejuízo de alguma forma, pede para sair. Dessa forma, a empresa gasta menos com encargos e está livre para realizar uma contratação que supra as necessidades.

Turnover Disfuncional

O turnover disfuncional é negativo para a empresa, pois ela perde um talento ou um colaborador de alto desempenho. Isso é preocupante para a empresa, pois significa que ela não foi capaz de reter esse colaborador.

Mas como saber se a rotatividade na minha empresa está alta? É sobre isso que vamos falar agora!

Impactos do turnover

Um dos primeiros impactos perceptíveis é o aspecto financeiro. Afinal, a contratação e o desligamento do colaborador geram custos. Principalmente se ocorrer turnover involuntário, pois serão pagos encargos.

Porém, esse é apenas um dos aspectos afetados na empresa. O clima organizacional é extremamente afetado também, uma vez que a convivência é acometida. Além disso, a produtividade cai drasticamente, pois é necessário despender mais tempo para treinamento e capacitação. Caso o turnover aconteça na área comercial ou outra área que se relaciona com o cliente, há ainda impacto no relacionamento com o mesmo.

Enfim, como você pode perceber, as desvantagens de um alto turnover são imensas. Porém, como fazer para calculá-lo? Continue com a gente e descubra duas maneiras de calcular a rotatividade de pessoal.

Descobrindo meu turnover

Alguns comportamentos são fortes indícios de insatisfação, o que pode levar ao turnover. Caso os colaboradores não estejam engajados em ações da empresa, não demonstrem interesse nem motivação já é um sinal amarelo. Mas se o absenteísmo e a falta de compromisso vêm atrelados a isso, o sinal já avermelhou.

Além disso, existem algumas fórmulas para calcular o turnover. Essas fórmulas variam de acordo com o objetivo.

No entanto, para calcular o turnover de forma mais geral, observe a imagem:

Portanto, imagine que uma empresa deseja calcular o turnover do mês anterior. Houve 20 desligamentos e a empresa conta com 150 funcionários. Basta então dividir um valor pelo outro e multiplicar por 100 para descobrir a porcentagem de turnover. Assim, nesse exemplo, o turnover é de 13,33%.

Contudo, para compreender a rotatividade de forma mais completa, é interessante incluir no cálculo a quantidade de contratações. Portanto, a fórmula ficaria da seguinte maneira:

Então, seguindo o exemplo anterior e supondo que o número de admissões foi de 12, o cálculo seria 12 adicionado a 15 que resulta em 27. Dividindo por 2 e em seguida pela quantidade de funcionários que é 150, obtém-se o resultado de 0,09. Portanto, a porcentagem de rotatividade é de 9%.

Agora que você já sabe o que é turnover, como fazer para diminuí-lo e, principalmente, para evitá-lo?

Como evitar?

Existem algumas atitudes que contribuem para evitar uma alta rotatividade dentro da empresa. Recomenda-se uma postura consciente da equipe de Recursos Humanos para que conheça o perfil dos seus colaboradores a fim de saber aproveitar o capital intelectual da empresa. Dessa forma, as contratações são feitas assertivamente, de forma a priorizar aquelas pessoas que simpatizam com a cultura da empresa.

Vamos conhecer outros métodos que ajudam a evitar o turnover?

Pesquisas

Acompanhar os colaboradores de perto é essencial. Saber quais aspectos da empresa são vistos de forma benéfica ou não, buscar e dar feedbacks e cultivar o diálogo aberto são ações que promovem o bem estar. Além disso, as pesquisas de satisfação ou de clima organizacional são ações essenciais. Através delas é possível medir o clima da empresa e a satisfação geral. No entanto, para isso, é preciso realizá-la com atenção e critério. Ou seja, é necessário que cada empresa defina como deve ser conduzida a pesquisa de clima, além de definir cautelosamente quais são os aspectos explorados.

Entrevista de desligamento

A entrevista de desligamento é, muitas vezes, ignorada. Erroneamente, acredita-se que a mesma não tem relevância. No entanto, é importante entender quais os motivos que levaram a empresa a contar com colaboradores a menos.

Essa entrevista deve ser realizada em outro dia que não o do desligamento a fim de evitar constrangimentos e interferências. Através dessa entrevista é possível entender o que levou o colaborador a se desligar.

É importante ressaltar que a entrevista de desligamento deve ser feita em turnovers voluntários ou involuntários. No entanto, no caso de turnovers voluntários, as perguntas precisam ser desenvolvidas de forma clara, diferentemente do que pode acontecer no caso de turnovers involuntários. Nesse caso, é interessante fazer anotações sobre os aspectos que levaram ao desligamento de forma a manter um relatório.

Integração e gamificação

Essas são abordagens poderosas que podem mudar o dia a dia de uma empresa e renovar a convivência. A integração faz com que os colaboradores sintam-se participantes daquela comunidade e, portanto, relevantes para o trabalho no qual estão inseridos.

Além disso, a gamificação estimula o aprendizado e a competitividade saudável. Consequentemente, a produtividade aumenta e promove a empatia.

Ferramentas

Alguns softwares podem ajudar a sua empresa a administrar a área de Recursos Humanos e a gestão de pessoas.

Portanto, caso a empresa detecte alto nível de insatisfação através do uso das técnicas citadas acima é provável que esteja enfrentando um alto nível de turnover. Caso esse número esteja muito alto ou seja iminente o aumento desfavorável, é necessário tomar atitudes para evitar que isso aconteça.

Agora que você já sabe o que é turnover, que tal ficar atento para outras dicas como essa? Curta nosso instagram e esteja sempre por dentro das últimas novidades!

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn