principais kpis de telefonia e sua importância
Lívia Amorim

Lívia Amorim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on reddit
Share on email

12 principais KPIs de telefonia

Hoje você vai saber de tudo o que precisa para acompanhar a evolução do seu negócio de forma consciente e assertiva. Através dos KPIs é possível conseguir indicadores numéricos que refletem a realidade da sua empresa. Por isso, continue com a gente e entenda como você pode avaliar os seus esforços de forma definitiva.

O que é KPI?

KPI é uma ferramenta de gestão de telefonia que ajuda no acompanhamento de resultados de negócio. KPI significa Key Performance Indicator que em português é: indicador-chave de performance. Através desse indicador numérico, acompanha-se o desenvolvimento das metas previamente estabelecidas no planejamento estratégico.

A partir dessa ferramenta, é possível quantificar o quanto falta para atingir determinada meta, o que, com certeza, contribui para a avaliação do desenvolvimento da empresa. Para saber qual KPI acompanhar, é necessário saber qual a principal meta a ser atingida.

No entanto, se você acompanha o nosso blog pode estar pensando: “Mas eu já li algo bastante similar”. Sim, é verdade! Mas você leu sobre as métricas. Especificamente, sobre as métricas de marketing. Ainda não leu? Dá uma olhada lá!

Porém, existe uma diferença extremamente importante entre KPI e métrica. Você sabe qual é? Continue a leitura e entenda agora.

Qual a diferença entre KPI e métrica?

Essa diferença pode parecer ínfima e insignificante, mas acredite: Não é! Acompanhe esse exemplo:

Imagine que você aumentou a quantidade de ligações realizadas pelo setor de vendas em 10%, mas a sua taxa de resolução no primeiro contato diminuiu. Qual desses fatores afetará o resultado final da sua empresa? Tendo em vista que a meta estabelecida no planejamento é a eficiência no atendimento ao cliente, podemos concluir: O aumento na quantidade de ligações realizadas pelos vendedores pode ser vista como um aumento de produtividade ao primeiro olhar, mas a resolução no primeiro contato diminuiu. Isso faz com que a satisfação do cliente caia também, o que pode levar à diminuição das vendas. Consequentemente, a meta não foi atingida.

Portanto, métricas são a base para construir um indicador sem uma meta específica. Por isso, elas mostram o desempenho em uma área específica e não do negócio como um todo. Já os KPIs são indicadores criados a partir de métricas e mostram o resultado da organização quanto a uma meta.

Por isso, antes de estudar as métricas ou KPIs é necessário ter metas e objetivos definidos de forma clara.

Agora que você já entendeu a diferença, que tal conhecer os principais KPIs de telefonia?

KPIs de telefonia

É claro que os KPIs podem ser usados em várias áreas da empresa, como é comum de se observar no marketing. Mas os KPIs de telefonia são extremamente importantes para empresas que dependem desse contato com o cliente ou fornecedor, como é o caso de Call Centers, por exemplo.

Por isso hoje você vai entender quais são os KPIs mais comuns de telefonia.

1. Nível de Serviço

Um KPI muito importante é o nível de serviço. Com ele é possível medir a performance do call center de acordo com o SLA – Service Legal Agreement – que estipula um tempo máximo para que a ligação seja atendida. Assim, esse indicador mede a eficácia no atendimento, uma vez que considera o total de ligações que são atendidas dentro desse espaço de tempo determinado.

2. Tempo médio de atendimento (TMA)

A partir dessa métrica é medido o tempo médio que um atendente leva para concluir o atendimento. Caso esse tempo seja muito alto, é possível que o operador não esteja tendo habilidade para concluir rapidamente o atendimento. Além disso, uma taxa de atendimento muito baixa pode indicar desinteresse por parte dos clientes.

Porém, esse KPI é variável de acordo com a empresa e o produto. Empresas com grande volume de ligações vão procurar um TMA cada vez mais baixo para aumentar a produtividade.

3. Tempo médio de espera (TME)

O tempo de espera médio é outro indicador de telefonia extremamente importante. Quanto menor o tempo de espera do cliente, menor é a taxa de abandono e de insatisfação. Um TME baixo indica também a eficiência da sua equipe de atendentes. Além disso, ao associar esse indicador de telefonia a outros dados, é possível constatar se o dimensionamento da equipe está adequado, se o atendimento na URA é eficiente ou mesmo se é necessário fazer mais treinamentos dentre os colaboradores.

4. Taxa de Abandono

Esse indicador de telefonia aponta a quantidade de pessoas que abandonaram o atendimento antes do seu término. Essa KPI está diretamente relacionada com o TME, que foi visto anteriormente. Caso o cliente necessite esperar por muito tempo, é bem provável que o mesmo vá abandonar o atendimento. Através desse dado também é possível saber a eficiência do atendimento na URA.

5. Retenção na URA

Dentre os KPIs, o atendimento na URA é uma grande sacada. A maioria dos clientes que enfrentam problemas simples ou desejam apenas tirar uma dúvida específica, podem ser contemplado com uma solução simples e rápida através dela. Ademais, as linhas ficam livres para os atendentes resolverem problemas mais complexos e que precisam da intervenção deles.

Para calcular a eficiência da retenção na Unidade de Resposta Audível (URA) basta dividir o número de ligações concluídas no autoatendimento pela quantidade total de chamadas recebidas.

6. Contato com a pessoa certa (CPC)

Esse KPI é bastante interessante, pois avalia a quantidade de ligações que foram atendidas pelas pessoas que tem o poder de decisão da compra. Caso o CPC esteja elevado, isso significa que há uma boa qualidade nas listas de prospecção.

7. Best Time to Call (BTC)

Esse indicador indica o melhor horário para realizar as chamadas e também está relacionado com a qualidade das listas de prospecção e relatórios gerados pelo CRM. Dessa forma, é possível alcançar uma taxa maior de assertividade nas chamadas.

8. First Call Resolution (FCR)

Esse KPI indica quantas ligações de primeiro contato têm o atendimento satisfatório que atendem às necessidades dos clientes.

9. Taxa de ocupação dos Agentes

Esse índice calcula o quanto os agentes estão ocupados em atendimento de acordo com o total de horas trabalhadas. Esse cálculo não deve levar em consideração o tempo de intervalo e almoço. Uma alta taxa de ocupação é interessante, pois indica que há movimento na empresa. Mas é importante que não sobrecarregue os atendentes.

10. Taxa de conversão

A taxa de conversão também é um KPI importante. Para calculá-lo é preciso saber a razão entre o número de vendas ou resoluções pela quantidade de chamadas. O objetivo é alcançar uma alta taxa de conversão, pois isso indica que está havendo uma boa abordagem de vendas e o suporte ao cliente é satisfatório.

11. Taxa de contato/ Taxa de chamadas atendidas

Essa taxa é originalmente uma métrica, mas é utilizada como KPI porque através dela é possível avaliar a capacidade da operação. Call centers que realizam as chamadas e que fazem outbound sales calculam a taxa de chamas atendidas. Já aqueles que focam no inbound sales, a quantidade de chamadas recebidas.

12. Satisfação do cliente

A satisfação do cliente é extremamente importante e ela pode ser realizada de diversas maneiras: feedbacks espontâneos, questionários ou com ferramentas como a URA e SMS, por exemplo.

Além de saber a satisfação do cliente, é importante que os colaboradores estejam engajados e satisfeitos. Dessa forma, é garantido um bom atendimento ao cliente.

Gostou de conhecer os principais KPIs de telefonia? Assine a nossa newsletter e tenha conteúdos exclusivos sobre gestão, empreendedorismo e atendimento ao cliente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email