saas o que é e como funciona
Pedro Caetano

Pedro Caetano

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on reddit
Share on email

SaaS: entenda o que é e quais as suas vantagens

Com o avanço tecnológico, as automações e a necessidade de espaço vem se tornando cada vez mais frequente em empresas. Por causa disso, a procura por soluções digitais vem sendo crescente. O SaaS é uma delas. Quer entender mais sobre isso? Então o texto de hoje foi feito para você.

Utilizar o SaaS é uma forma simples, imediata e, principalmente, barata de resolver problemas relacionados a automação e a coleta de dados. Além disso, esse é um recurso como muitas outras aplicações.

No post de hoje, falaremos mais sobre o uso dos softwares como serviço, também conhecido pela sigla SaaS, e algumas das vantagens de ter este tipo de serviço em sua empresa.

E aí, ficou curioso? Siga a leitura que vamos te apresentar todos os detalhes dessa solução.

O que é o SaaS?

O Saas, Software as a Service, softwares sob demanda, softwares hospedados ou software como serviço são os nomes comumente atribuídos a um modelo de comercialização e distribuição de softwares  que ocorre de forma virtual e eletrônica.

Hoje em dia, a maioria dos SaaS são disponibilizados como serviços em nuvem

De acordo com o Relatório de mercado de SaaS feito em 2020, feito pela e distribuído pela The Business Research Company, estima-se que o mercado de SaaS deve atingir um valor total de 307.3 bilhões de Dólares até o ano de 2026.

Além disso, também se espera que, até esta data, 73% das organizações já tenham aderido a este serviço.

E aí, ficou curioso pra saber mais sobre o SaaS? Como funciona? Quais as vantagens e a usabilidade corporativa? Então vem que a gente te explica tudo!

História do SaaS

O SaaS é um modelo de negócios que existe há mais de 60 anos.

O modelo surgiu na década de 1960 prometendo solucionar uma dor do mercado: os altos preços para a aquisição de computadores, que na época eram grande e caros.

Inicialmente, a computação em “nuvem” era feita através de terminais “burros” (sem CPU, apenas teclado e tela) que ficavam conectados a um mainframe.

A conexão dos computadores era feita de forma “pré-histórica”.

Para usar o sistema, era necessário que os comandos fossem digitados através do teclado do terminal. Só então os comandos eram enviados do mainframe para o monitor onde deveriam ser exibidos.

Desse modo, até mesmo pequenas empresas conseguiam fazer uso de sistemas modernos sem precisar arcar com os custos da aquisição de um computador, que era bastante elevados para o período.

Com essa possibilidade, o modelo de funcionamento do SaaS manteve as empresas desse porte competitivas no mercado.

Você pode estar se perguntando como isso ocorreu? Simples, o software as a service fazia com que, além de economizar na aquisição do hardware, também economizassem no software e nas melhorias futuras.

Dificuldades

O SaaS se manteve relevante até a década de 1980.

Até os anos 1980 o SaaS era mais vantajoso, pois os computadores eram grandes e caros, certo? Algumas coisas mudaram com o passar do tempo.

A partir de 1980, os computadores diminuíram de tamanho e ficaram mais baratos.

Sendo assim, as empresas podiam comprar computadores individuais para seus funcionários, deixando o SaaS obsoleto.

Mas para contornar esse “impasse”, o modelo de negócio se adaptou à nova realidade. Agora, os sistemas, antes ligados a um mainframe, foram substituídos por outra forma de rede.

As redes de área local, ou LANs, eram redes de conexão entre os computadores presentes no mesmo espaço físico como, por exemplo, em escritórios empresariais.

Os sistemas e aplicativos passaram a ser hospedados em máquinas locais, enquanto os dados comerciais foram mantidos em servidores centrais.

Este modelo já começa a se parecer com o que é utilizado atualmente.

Porém, as empresas ainda precisavam arcar com todos os custos de manutenção, melhorias e licenças, além do que muitos deles não sabiam como lidar com os servidores locais de forma eficiente.

SaaS na era da internet

Com a disponibilidade ampla da internet, no final dos anos de 1990, as empresas passaram a não mais precisar de LANs.

A internet possibilitava conexão barata e simples entre todos os computadores.

Porém, outra necessidade surgiu: armazenar grandes quantidades de dados fora dos sites e depois acessá-los pela internet.

E como fazer isso?

Uma solução que surgiu no primeiro momento foi o ASP (precursor do software as a service), mas as empresas tinham medo de permitir que terceiros armazenassem seus dados confidenciais.

Ainda existia a preocupação dos empresários com a segurança à longo prazo.

Já que era necessário transferir todos os dados para uma empresa que poderia ter seus serviços encerrados em menos de seis meses, por exemplo.

E assim o SaaS surgiu: como uma alternativa para o ASP.

O SaaS, diferente do antecessor, usava um modelo de contrato por assinaturas.

Sendo assim, minimizava os riscos caso a provedora do serviço viesse a ser encerrada por alguma razão (esse fato trouxe muito mais segurança aos clientes deste tipo de serviço).

Como funciona o SaaS?

O software as a service, ou apenas SaaS, é um modelo de negócios onde não existe a necessidade de que o cliente adquira qualquer tipo de hardware.

O serviço de SaaS é ofertado por meio de um software, que fica localizado em um servidor central com base na nuvem, que é licenciado através da adesão de um plano. 

No modelo de negócio de SaaS, o hardware é executado nos servidores da provedora, que tem a responsabilidade de gerenciar desde o  acesso até os processos necessários para manter a segurança dos dados.

Além disso, também é feita a certificação de conectividade aos servidores necessários para o serviço. 

Agora, conheça as principais aplicações de um software as a service no seu dia a dia. Siga a leitura.

SaaS no dia a dia 

Você provavelmente já faz uso de alguns serviços SaaS no seu dia a dia, sem nem saber.

Você consegue pensar em algum? Não? Tudo bem, a gente fez uma lista, divida em categorias, com alguns exemplos pra você. Confira:

Serviços de Streaming

  • Netflix – A Netflix é uma provedora global de filmes e séries de televisão via streaming. Atualmente a maior empresa em seu segmento;
  • Spotify e Deezer – O Spotify e o Deezer são exemplos de plataformas que entregam o serviço de streaming de música e podcast;
  • Youtube – O YouTube é hoje a maior plataforma de compartilhamento e streaming de vídeos.

Bancos e Carteiras digitais 

  • PicPay – O PicPay é um aplicativo fintech brasileiro que funciona como se fosse uma carteira, mas de forma digital, tornando possível ao usuário fazer pagamentos sem o uso de dinheiro ou cartão;
  • Nubank – Nubank é uma empresa startup brasileira pioneira no segmento de serviços financeiros. Atualmente funcionam como uma operadora de cartões de crédito e fintech.

MarketPlaces 

  • Ifood – O Ifood é, atualmente, a empresa líder no ramo de entrega de comida pela internet;
  • Mercado Livre – O Mercado Livre é uma empresa argentina focada no comércio de produtos entre os usuários. 

Futuro da tecnologia

Segundo uma pesquisa realizada pelo The New York Times, a cada ano as pessoas buscam mais por serviços e menos por produtos.

Analisando o seu dia a dia, já é possível identificar este fenômeno em ação.

Estamos cada vez mais inseridos no mundo digital e consumindo serviços digitais em diversas áreas (música, filmes, vídeos, estudos e etc.).

Portanto, espera-se que, num futuro não tão distante, grande parte da internet seja composta por SaaS e seus derivados.

Vantagens em usar SaaS 

Pronto, agora que falamos sobre o que é o SaaS e você já entendeu como funciona, podemos avançar um pouco mais no tema.

Vamos te apresentar as vantagens de contratar um serviço deste tipo para a sua empresa.

Oferecendo integração simplificada e poucos obstáculos à entrada, estes são os principais motivos para que você opte pelo uso dos serviços de SaaS:

Baixo custo

A principal vantagem na contratação de um SaaS é justamente o baixo custo.

Adquirindo um SaaS, a sua empresa vai ser capaz de usufruir de todas as vantagens de modelos tradicionais de software, mas com menos custos.

E como isso acontece? Simples, para contratar um SaaS não existem taxas de licença e nem encargos reguladores de manutenção.

Sendo assim, a sua empresa paga apenas pelo serviço que contratar. Do mesmo modo, o custo usual com a licença de banco de dados também não é mais uma das suas preocupações.

Geralmente, um serviço de SaaS contém o seu próprio servidor, de forma que o banco de dados já está alocado na própria fornecedora do serviço.

Assim, a sua empresa só precisa pagar pela utilização do banco de dados em questão, podendo usar suas funções sem os custos elevados de manutenção.

A única coisa necessária para o uso do SaaS é uma conexão boa e estável com a internet.

Além disto, o SaaS já vem configurado!

Na prática isso significa que as empresas contratantes podem iniciar suas atividades de forma instantânea, sem se preocupar com as questões técnicas.

Acessibilidade

No mundo atual, uma das coisas mais importantes para o negócio é que ele possa ser tocado de qualquer lugar do mundo, seja durante uma viagem de negócios ou por funcionários trabalhando de casa.

Portanto, acessibilidade é uma necessidade e uma das principais característica do SaaS é, justamente, sua fácil acessibilidade.

O SaaS pode ser acessado de forma remota, usando qualquer dispositivo, a qualquer momento – desde que o mesmo possua conexão com a internet.

Isto tudo é possível por meio da computação em nuvem

Melhorias

Com o uso de SaaS, as possibilidades de melhoria em alguns processos da sua empresa são praticamente infinitas.

Deve-se ter em mente que a disponibilidade do serviço do SaaS é do provedor.

Portanto, a sua empresa não precisa se preocupar ativamente com a necessidade de adicionar mais hardware, software e nem largura de banda para acompanhar o crescimento dos bancos de dados de usuários. 

Integração simples

O uso de sistemas SaaS permite o dimensionamento dos requisitos, de acordo com a necessidade do contratante e seu negócio. Desta forma, sua integração se adequa ao tamanho da sua empresa.

Além disso, atualmente muitos provedores oferecem APIs, para possibilitar a integração do SaaS da sua empresa com outros aplicativos existentes. 

As APIs são um conjunto de padrões e programação em um software, que permitem que estes sejam associados com outros produtos.

Logo, o uso de APIs faz com que suas automações sejam feitas de forma mais simples ainda.

Relatórios automáticos

Os serviços de SaaS disponibilizam estatísticas e relatórios, de forma automática. Sendo assim, é possível monitorar as características dos clientes da sua empresa.

Esses dados coletados podem ser usados para melhorar pontos importantes do KPI da empresa. KPI nada mais é do que os indicadores de desempenho.

Nesse sentido, as informações e dados coletados são usados para identificar qualquer tipo de mudança nos processos e propor melhorias significativas para o seu negócio.

Sendo assim, você pode aprimorar o seu produto e evitar falhas no atendimento. 

SaaS na Nvoip

Você sabia que a Nvoip é uma empresa que oferece o serviço de telefonia na nuvem e que isso também é um serviço SaaS? 

A telefonia na nuvem é uma forma de migrar toda a telefonia da sua empresa para a internet. Além disso, você vai contar com todos os benefícios correlatos deste tipo de serviço.

Quer saber quais são as vantagens competitivas da telefonia digital? Então vamos lá!

Sem programas de fidelidade

Os serviços de telefonia na nuvem, em sua maioria, funcionam no modelo de mensalidades. Isso significa que a sua empresa pode contratar o serviço e cancela-lo a qualquer momento.

Sem que isso gere multas contratuais e com a isenção de qualquer tipo de fidelidade imposta, ou seja, você usa o serviço porque realmente gosta e resolve uma “dor” da sua empresa.

Ótimo né?!

A Nvoip ainda oferece a opção de que a sua empresa contrate o serviço no modelo pré-pago.

Isso mesmo, você pode contratar o serviço e ir inserindo créditos de acordo com a sua necessidade, com o valor que melhor atender a sua empresa.

Por usar o modelo pré-pago, você consegue atingir uma economia constante. Em cada mês, você faz a inserção baseado na realidade da sua empresa naquele momento.

Em planos do tipo pós-pago, muitas vezes você paga por uma franquia que acaba não usando.

Mobilidade

Uma das principais vantagens da telefonia em nuvem é a mobilidade proporcionada.

É possível que você e seus funcionários utilizem o sistema de qualquer lugar em que estejam, desde que possuam acesso à internet.

Na prática, significa dizer que o uso de telefonia em nuvem é essencial para empresas que utilizam o modelo de trabalho de home office ou em que os colaboradores precisem viajar com frequência.

Você deve estar se perguntando: “como a telefonia em nuvem pode me ajudar com esses problemas?”

A resposta pode parecer complexa, mas é bem simples.

Com a telefonia em nuvem, você pode optar por usar o seu número corporativo em uma telefone IP, PABX (de todos os tipos), no celular, computador ou tablet.

Sendo assim, a estrutura física de telefonia não é mais necessária. O seu ramal vai estar com você, independente do lugar. O telefone fixo não precisa ser sua única alternativa.

Além disso, por meio do uso de números virtuais a sua empresa pode fazer com que todos os dispositivos estejam conectados a um ramal de número único.

Recebendo até cinco chamadas simultâneas em um mesmo número de contato.

Dessa forma, o cliente ligaria normalmente para a empresa, porém o colaborador atenderia essa ligação do seu aparelho em casa, durante seu horário de home office, por exemplo.

Atendimento abrangente

Outra grande vantagem no uso da telefonia em nuvem, somada a contratação de um número virtual, é a maior abrangência no atendimento ao cliente.

Com o número virtual é possível projetar a sua empresa para todo o Brasil.

Basta escolher a localidade onde será vinculado o seu número, dando a ele um DDD especifico e mais próximo ao cliente.

Além disso, o número virtual possibilita o atendimento de múltiplas ligações pelo mesmo ramal, desta forma a sua empresa não perde nenhuma ligação.

API

Hoje, o uso de API é amplamente difundido para automatizar processos e facilitar integrações com outros serviços.

Aqui na Nvoip, além do serviço de telefonia na nuvem você ainda conta com as automações via API, como por exemplo o SMS API que permite a automatização dos disparos de mensagens de texto dentro da sua plataforma.

Também é possível ativar o serviço de text to speech, que transforma textos em uma voz neural, muito similares ao tipo de fala de uma voz humana.

Tudo isso sem precisar se preocupar com a implementação do serviço.

Considerações

Com o avanço das tecnologia, as soluções em nuvem, como o SaaS, vem se tornando cada vez mais importantes. 

O SaaS se faz cada vez mais presente e necessário nas empresas.

Com o SaaS, o seu negócio pode automatizar ações e processos, do atendimento ao TI.

Também é muito eficiente na coleta de dados sobre clientes e produtos para melhorar o negócio. 

Viu só como os serviços SaaS da Nvoip podem fazer a diferença no seu negócio, assim como já faz em muitos outros? Então não perca tempo e entre em contato com a gente!

E ai, ficou com alguma duvida? Então fale agora mesmo com um de nossos consultores e conheça mais dos planos e condições.

Quer testar a plataforma e conhecer o funcionamento do SaaS de perto? A Nvoip te oferece uma hora de ligações grátis, basta se cadastrar no painel.

número virtual
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email