Palavra Operadora Voip em vermelho, outras palavras escritas de azul referente a telefonia voip
Leandro Campos

Leandro Campos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Vai escolher uma operadora VoIP? Veja 7 dicas para não errar!

[html ]Voz sobre IP (VoIP) é uma tecnologia de telefonia que oferece uma grande redução de custos e flexibilidade para as organizações de todos os tamanhos. Multinacionais, PME’s e startups em todo o mundo estão, cada vez mais, integrando o VoIP aos seus negócios para agregar agilidade e acessibilidade aos gestores e profissionais. Mas como escolher a operadora VoIP certa?

Se souber escolher os serviços que melhor se adaptam às necessidades da empresa, poderá economizar uma enorme quantidade de dinheiro. Isso por que o VoIP permite que você realize chamadas telefônicas muito baratas, tanto a nível local como internacional.

Contratar uma operadora VoIP é o primeiro passo para ter essas vantagens e isso demanda calma e pesquisa para escolher uma que ofereça exatamente o que precisa e seja confiável. Para ajudar você nesse processo, listamos abaixo 7 dicas práticas. Use-as e tenha sucesso na parceria.

1. Analise os melhores planos que a operadora VoIP oferece

Verifique se a operadora VoIP oferece planos como chamadas locais e de longa distância, chamadas internacionais para qualquer cidade, o custo por minuto, a escalabilidade de serviços e a facilidade na migração para planos mais completos quando necessário.

Alguns planos são oferecidos para clientes residenciais (pessoa física), enquanto outros são direcionados as pequenas empresas ou grandes corporações. O ideal é que conheça bem as particularidades de cada plano para escolher o que for mais adequado a sua empresa. Obviamente, os planos empresariais costumam ter descontos melhores devido ao fluxo de chamadas ser muito maior.

2. Pesquise a reputação da operadora VoIP no mercado

Você nunca deve ter medo de pedir referências, estudos de casos e depoimentos de clientes antigos a uma operadora VoIP. Isso será importante para você descobrir qual foi o nível de experiência vivenciada por eles enquanto utilizava os serviços. Provavelmente, a operadora não vai negar esse pedido, mas, se acontecer, desconfie.

Pesquise também nas redes sociais, blogs, fóruns de discussão sobre o assunto e em sites de reclamações como o Reclame Aqui e o Proteste, por exemplo, para ter mais informações e formar a sua própria opinião.

Antes de contratar a operadora VoIP, você ainda pode fazer um teste. Solicite um contrato com duração menor para avaliar os serviços e tirar as suas próprias conclusões. Geralmente, esse é o método que pode encantar você ou fazer com que desista de vez.

3. Defina as prioridades e necessidades da sua empresa

Existem duas formas de se fazer isso. A primeira é contabilizando os custos com ligações e analisando o que as operadoras de telefonias em uso proporcionam em termos de escalabilidade, portabilidade, mobilidade e outras vantagens a sua empresa. Com essas informações em mãos, você poderá apontar melhorias a serem aplicadas.

A outra forma é avaliar os serviços oferecidos pela operadora VoIP e, depois, fazer uma análise comparativa interna para descobrir o que pode ser melhorado em termos de telefonia fixa e móvel na empresa.

Ambos os métodos são importantes. O primeiro apontará as necessidades e prioridades da empresa, enquanto o segundo mostrará as melhores soluções que o mercado oferece para resolver os problemas crônicos.

4. Avalie os serviços oferecidos pela operadora VoIP

Nem todos os serviços oferecidos pela operadora VoIP podem ser importantes para a sua empresa. Assim como ela pode não oferecer o que você realmente precisa. Isso você vai descobrir avaliando os serviços que ela disponibiliza. Os mais importantes são:

  • portabilidade: se você precisa manter o seu número de telefone atual, considere um provedor que possa fazer isso;
  • suporte: certifique-se de que a operadora VoIP oferece um bom suporte ao cliente, online e offline, incluindo atendimento 24 horas, 7 dias por semana e 360 dias do ano (24/7/360).

Esses serviços devem garantir a continuidade do negócio durante e após a implementação da tecnologia de comunicação.

5. Teste a velocidade da sua conexão com a internet

Descubra se a sua conexão com a internet está pronta para o VoIP. Na maioria das vezes, quando as pessoas ficam insatisfeitas com os serviços, não é culpa da operadora, mas sim da conexão que a empresa tem com a internet.

Então, antes de contratar a operadora, teste a velocidade de internet que tem e compare com o que você precisa ter para manter um bom nível de comunicação online. Nessa etapa, a operadora VoIP pode atuar como uma consultora informando a velocidade mínima exigida para ter um serviço de qualidade e verificando por meio de chamadas teste.

Se a sua velocidade de internet não for suficiente, o recomendado será migrar o plano atual para outro que ofereça um pacote de dados maior.

6. Considere os recursos e ferramentas disponíveis

Além dos planos e serviços oferecidos, descubra se a operadora VoIP oferece recursos de encaminhamento de chamadas, chamadas em espera, chamada conferência, a identificação do discador, a filtragem de chamadas etc.

No quesito ferramentas, a operadora deve oferecer PABX IP, PABX Cloud, Click to Call, linha 0800 nacional e internacional e entre outras. Fique atento a esses detalhes para contratar uma operadora VoIP que permita aos seus profissionais realizarem o trabalho com agilidade e comodidade.

7. Certifique-se de que oferecem SLA

O SLA (Service Level Agreement) é um contrato estabelecido entre um fornecedor e um cliente para garantir que as expectativas sejam atendidas após a implementação dos serviços. No caso do VoIP, o SLA deve ter uma série de cláusulas mencionando as garantias de tempo de atividade, QoS (Qualidade de Serviços), banda larga utilizada e muitas outras obrigações.

Considerando que o sistema de telefonia da sua empresa deve ser utilizado como estratégia para entregar um serviço de qualidade aos clientes, ter cuidado na contratação de uma operadora VoIP será fundamental. Caso contrário, os atendentes poderão sofrer interferências durante a comunicação e acabar interpretando de maneira equivocada o que o cliente deseja.

Isso pode aumentar o tempo necessário para o atendimento e resolução de problemas, levar a empresa a entregar soluções não adequadas e irritar o cliente. Para evitar que isso aconteça com a sua empresa, siga essas dicas de como escolher uma boa operadora VoIP e firme uma parceria que será vantajosa para ambos; contratante e contratado.

Está pronto para começar? Então, entre em contato com a gente agora mesmo e veja como podemos ajudar você a melhorar os níveis de comunicação da empresa![/html]

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn