pré-pago e pós-pago_nvoip
Livia Nonato

Livia Nonato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on reddit
Share on email

Pré-pago e pós-pago: qual o melhor?

A telefonia se reinventou. Com ela, os planos e condições contratuais também se modernizaram. Incluindo internet, uso de aplicativos e ligações, você precisa analisar o que é realmente eficaz a sua comunicação. Mas, de forma geral, o mais frequente no mercado são os planos pré-pago e pós-pago.

Quer saber qual o melhor para a sua empresa? Então o texto de hoje foi feito para você.

A telefonia é essencial para o bom funcionamento de um negócio. Mas também pode te exigir um alto investimento, caso você não análise os detalhes de cada tipo de plano.

Pensando nisso, vamos falar sobre pré-pago e pós-pago na telefonia corporativa. Desse modo, você consegue avaliar a melhor opção para a sua empresa.

E aí, ficou curioso? Siga a leitura do texto que vamos te apresentar as características e as vantagens e desvantagens de cada modelo. Acompanhe!

O que são os planos de telefonia?

Analisar o consumo mensal em ligações é a melhor forma de escolher um plano de telefonia para a sua empresa.

Assim, você consegue ter uma visão macro do funcionamento da telefonia no seu negócio. Em seguida, deve fazer um levantamento do custo e especificações dos planos ofertados pelas operadoras de telecomunicações.

Feito isso, você terá as informações necessárias para avaliar o quanto um plano corresponde as suas expectativas.

Na prática, os planos de telefonia são os serviços que possibilitam que você se comunique via telefone – seja ele móvel ou fixo.

Em resumo, os planos de telefonia se dividem em pré-pago, pós-pago, controle e conjunto (ou família). Sendo que os principais modelos são os planos pré-pago e pós-pago.

Mais antigos e tradicionais para a telefonia corporativa, tem como principal diferença a forma de contratação e pagamento do serviço.

Então, para ser assertivo na hora de investir, é preciso conhecer o perfil de consumo do seu atendimento e as especificações do modelo escolhido.

Assim, você não se enrola financeiramente e também não é surpreendido alguma “brecha” contratual.

Conheça mais sobre as características do pré-pago e pós-pago. Continue a leitura.

Diferenças entre os planos pré e pós

No pré-pago você escolhe o quanto precisa de créditos e compra nos canais de recarga da sua operadora.

Já no pós, o pagamento é mensal e pode variar de acordo com consumo.

Ou seja, no pré-pago você tem um controle maior do que foi gasto.

Esse é um critério de avaliação essencial, principalmente para àquelas empresas que tem como objetivo a redução de custos operacionais.

Nesse sentido, o pré-pago aparece como uma um boa opção.

Já em um plano de pós-pago, você saberá o quanto foi consumido apenas ao fim do mês quando chegar a fatura de cobrança.

E o valor pode ser abaixo ou acima da franquia base que você contratou.

Em um plano pré-pago você segue uma lógica financeira. Quando precisa de crédito, é só adquirir.

E não necessariamente precisa fechar um “negócio” com valor pré-definido (contratando um plano que, às vezes, você nem vai utilizar na totalidade).

A depender do tipo de plano pós, você pode acabar pagando por algo que você não usou.

Se o valor “restante” do plano pós-pago for acumulativo, passa a ser uma vantagem para a sua empresa.

Vamos pensar em um exemplo do dia a dia corporativo. Assim, será mais fácil entender na prática como as características dos planos de telefonia fazem toda a diferença.

Digamos que, no mês 1, a sua empresa ficou abaixo dos minutos disponíveis na franquia do plano pós-pago para consumo.

E, no mês seguinte, tenha um consumo maior de ligações, ultrapassando o previsto na franquia.

Então, se o “agregado” (ou seja, os minutos que você não gastou no mês 1 estiverem válidos) o valor se compensa automaticamente.

Pós-pago para empresas

No exemplo que falamos acima, caso a operadora use esse sistema de compensação no plano pós-pago, você passa a ter uma vantagem competitiva.

Ou seja, no caso de uma franquia acumulativa, o plano pós-pago se apresenta como uma alternativa interessante para um negócio.

No entanto, não é comum ver operadoras que ofertem planos pós-pago que tenham essa condição contratual.

Geralmente, as empresas fazem a proposta de um preço base para ter acesso a N serviços.

Mas, caso o seu consumo seja maior do que o valor que ficou pré-fixado no plano, o gasto extra também será cobrado na fatura mensal.

Como o próprio nome do plano sugere, o pagamento é feito após o consumo. Então é importante ter atenção aos detalhes do contrato para não gastar demais.

Em planos pós-pago para móvel, que são mais comuns para o uso pessoal, as ofertas incluem internet, ligações e SMS.

Para empresas e organizações, o pós-pago é interessante para uso das ligações em si.

Também pode ser muito útil contar com o SMS, este é um recurso estratégico para ações de marketing e vendas.

Agora, vamos falar especificamente das vantagens e desvantagens dos planos pré-pago para empresas.

Pré-pago para empresas

Um plano pré-pago, por definição, é o sistema de inserção de créditos em uma linha telefônica. Geralmente, você alcança uma economia maior com um plano desse tipo.

E isso se justifica simplesmente porquê você tem mais controle da sua telefonia empresarial, além de uma melhor gestão de atendimento.

Em um plano de telefonia pré-pago, o controle de gastos acontece porque segue a lógica da demanda de consumo. Ou seja, você realmente só usa o que precisa.

Sendo assim, só investe o seu dinheiro quando realmente é necessário.

A gestão de atendimento também é aprimorada porque a grande maioria das operadoras disponibiliza relatórios, histórico e informações do seu consumo de telefonia.

Ou seja, você tem acesso a uma gama de dados para mapear seu atendimento.

Entenda agora, de forma genérica, como funciona os novos modelos de planos de telefonia disponíveis no mercado.

Plano controle

O plano controle foi criado para suprir uma necessidade dos usuários: mesclar o controle de gastos com telefonia (presente no pré-pago) com alguns dos benefícios de uma franquia (similar ao formato do plano pós).

Então, podemos dizer que o plano controle é a mistura dos dois principais.

O plano controle funciona da seguinte forma: você contrata um pacote mensal que te dá acesso a internet, ligações, SMS (e também pode ter a isenção do uso dos dados móveis para alguns aplicativos, a variar de acordo com a operadora).

A grande diferença é que o plano controle te oferece uma franquia específica de uso à um custo mais acessível.

Então, você consegue consultar junto a sua operadora o quanto já foi gasto em um determinado período de tempo. Sendo assim, você tem mais controle do seu consumo.

Essa é a melhoria feita para diferenciar esse plano do modelo de pós-pago, por exemplo.

Mas, com relação às desvantagens, você também pode precisar comprar mais créditos caso gaste toda a franquia pré-estabelecida.

Nesse tipo de plano, o que ocorre é a suspensão do serviço ao fim da franquia. Desse modo, fica a sua escolha se contrata um pacote extra ou fica sem o serviço.

Para retomar o uso, é preciso aguardar a renovação do ciclo de pagamento ou inserir créditos, da mesma forma que acontece no pré-pago.

No pós você continua com acesso liberado a todos os serviços, mas paga o adicional quando a conta chega no mês consecutivo ao consumo.

Agora, atenção as condições legais o plano controle: apesar do valor fixo do pacote, a fatura é sempre proporcional ao consumo mensal.

Ou seja, se você utilizar por 15 dias a franquia do pacote contratado e decidir cancelar o plano, vai pagar o valor correspondente a esse período de consumo apenas.

Plano conjunto/família

Visando atingir um grupo de pessoas que tem um consumo maior de telefonia, foram criados os planos conjuntos – também chamados de plano família.

Nesse modelo de plano, a ideia é que você faça a compra de um pacote de telefonia para uso coletivo. Ou seja, mais de uma linha tem acesso a uma franquia X de minutos para ligações mensais.

Do mesmo modo, esses pacotes também podem conter internet, SMS e uso de apps incluídos na oferta.

No geral, os planos conjunto tem um custo mais alto, pois ofertam uma volume maior de franquia.

Mas é preciso avaliar o quanto você e seus parceiros realmente consomem do pacote durante o mês.

Assim, você evita acabar tendo prejuízos financeiros, pagando por algo que vocês não utilizarão na totalidade.

Estes dois “novos” modelos de plano de telefonia podem ser muito atrativos ao consumo pessoal. Nesses casos é mais adequar o consumo de franquia as necessidades individuais.

Quando o assunto é telefonia empresarial, o mais recomendado é analisar o planos que vão atender a um grande volume de ligações.

Sendo assim, vamos retomar a avaliação do pré-pago e pós-pago.

número virtual

Pré-pago x pós-pago: vantagens e desvantagens

Agora, você já sabe a definição de cada tipo de plano de telefonia. E como nos interessa especialmente os planos pré-pago e pós-pago, vejamos as suas vantagens e desvantagens de cada tipo.

Assim, você consegue avaliar qual deles trará o melhor ROI (Retorno sobre o Investimento) para a sua empresa.

Para uma empresa que utiliza um grande volume de ligações mensais (para a prospecção de clientes, por exemplo) o plano pós-pago pode parecer interessante à primeira vista.

No entanto, se você busca por economia mesclado ao controle gerencial, o plano pré-pago vai ser o mais recomendado.

No plano pré-pago você conta com os seguintes benefícios:

  • Você não precisa se preocupar com contratos de fidelidade;
  • Maior controle de gastos com telefonia;
  • Diminui os gastos mensais da sua empresa, já que você não precisa contratar créditos todo mês – tudo depende da sua demanda.

Já no lado negativo, um plano pré-pago tem como desvantagens:

  • O preço das ligações pode ser mais elevado, dependendo da oferta da sua operadora;
  • Demanda que você solicite o crédito com a operadora quando precisar (mas pode ser otimizado com o uso do Internet Banking, por exemplo);

O plano pós-pago oferece as seguintes vantagens:

  • Você pode escolher o pacote mais compatível com seu perfil de consumo empresarial;
  • É mais automatizado, visto que você precisa pagar apenas mensalmente.

No entanto, também existem desvantagens significativas no modelo de pós-pago, são elas:

  • Dificulta o controle dos gastos;
  • Exige mais disciplina com o consumo dos serviços;
  • Fidelidade mínima de 12 meses;
  • Pode não valer a pena dependendo do pacote escolhido;
  • Ao escolher o plano pós-pago, você assume o compromisso de mais uma conta mensal.

Visto isso, agora você deve ter um olhar especial sobre o tipo de operadora que vai te proporcionar mais benefícios.

Operadoras de telefonia

Além de decidir se você vai optar por um plano pré-pago ou pós-pago, você precisa conhecer as operadoras de telefonia.

Para uma boa comunicação corporativa, é importante escolher uma central de telefonia de qualidade sem gastar muito. Hoje, o mercado oferece diversas opções nessa área, como o telefonia convencional e a telefonia digital.

Apesar de disponibilizarem as mesmas funções básicas de contato com cliente através do telefone, essas duas tecnologias divergem em muitas características.

Em uma operadora tradicional a troca de dados é feita pela PSTN (Public Switched Telephone Network), que em tradução para o português corresponde a Rede Pública de Telefonia Comutada.

De forma simples, em operadoras convencionais a comunicação é feita através de fios de cobre ou fibra óptica.

Ou seja, os dados de voz são analógicos e transmitidos pela PSTN.

No caso das operadoras VoIP, a sua telefonia passa a ser digital.

Em termos técnicos, o processo que ocorre é a conversão da voz analógica em dados digitais que são transmitidos pela internet.

Tudo isso a partir da tecnologia VoIP (Voz sobre IP).

Na prática você nem sente a diferença, pois a ligação completa normalmente.

A grande mudança está nos benefícios que você passa a ter no sistema de telefonia digital. A redução de custos é significativa e você pode alcançar uma economia de até 70% em telefonia.

Tudo isso por conta do meio de funcionamento: a internet.

Por ser uma tecnologia digital, tanto a instalação como a manutenção são remotas. E o elevado custo com estrutura de telefonia no seu escritório também não é necessário.

Em um sistema de telefonia digital, você pode escolher o melhor dispositivo para fazer e receber as suas chamadas.

Seja no celular, computador, tablet, telefone IPPABX ou com um aparelho comum junto ao ATA (Adaptador em Telefone Analógico).

Telefonia digital com plano pré-pago ou pós-pago?

A telefonia digital oferece várias condições para se adequar ao perfil da sua empresa.

No geral, as tarifas VoIP são muito mais vantajosas do que o valor encontrado nas empresas de telefonia tradicionais.

E uma razão explica bem o porquê usar VoIP com créditos: a ausência de fidelidade e burocracias. A telefonia digital foi idealizada para descomplicar os processos burocráticos das empresas tradicionais.

Então, vamos ver os detalhes de um sistema de telefonia VoIP com inserção de créditos.

Telefonia digital com inserção de créditos

Para falar sobre VoIP por crédito, vamos usar nosso próprio exemplo.

Sem nenhuma taxa de ativação – como a maior parte dos planos –, aqui na Nvoip, você tem a possibilidade de comprar créditos avulsos para fazer sua ligação por minuto. 

Assim, o valor a ser pago deixa de ser uma surpresa no orçamento, ao mesmo tempo em que você só paga por aquilo que utiliza. 

Essa compra de créditos pode ser feita online, através da plataforma, ou entrando em contato com algum dos consultores.

E os preços da tarifas básicas são:

  • fixo Brasil: R$0,07/min;
  • tarifa móvel Brasil: R$0,35/min.

Mas, também é possível optar por planos que se adequem à realidade da sua empresa, desde as pequenas até aquelas com um grande time de atendimento.

Dentro desses planos, as tarifas vão ser diferentes, referentes ao seu consumo, chegando a:

  • fixo Brasil: R$0,03/min;
  • móvel Brasil: R$0,20/min.

Ou seja, a vantagem desse sistema de crédito é que eles não expiram. Assim sendo, no mês seguinte, se você colocar mais créditos, eles vão se somar aos que sobraram do mês anterior.

Logo, não se tem o prejuízo de pagar a mais por algo que não será usado.

Aqui na Nvoip, se você optar pelo sistema de crédito, trabalhamos com a cadência 3/30/60. Nesse estilo, não cobramos os 3 segundos iniciais da sua ligação.

Os 30 próximos segundos são cobrados de forma integral e, depois disso, a cobrança só se dá a cada 6 segundos!

Então, se você falar por 1 minuto será cobrado os 30 segundos iniciais mais 2 frações de 6.

Benefícios das tarifas VoIP

Dito tudo isso, agora podemos falar sobre os benefícios das tarifas VoIP.

Assim, você vai conseguir comparar os planos pré-pago e pós-pago, bem como decidir qual o melhor para o seu negócio.

Se você considera importante a mobilidade na hora de fazer a compra de um serviço para o seu negócio, precisa conhecer melhor os planos de operadoras VoIP.

Entre eles, as tarifas.

Em um sistema de telefonia digital, você não fica restrito aos típicos contratos de fidelidade da telefonia convencional.

Anatel alerta que 32% de todas as reclamações que chegam em seu call center referem-se às contas telefônicas. Desse total, 15% referem-se a valor “diferente do que foi tratado”.

Então, para não ter que passar por isso, você pode (e deve) optar por um sistema de telefonia que realmente confia e entrega um serviço de qualidade.

Mas para não cair no “diferente do tratado”, a flexibilidade para se desvincular de uma empresa é fundamental. Ou seja, você pode migrar se não gostar do serviço.

Outro ponto positivo de um plano pré-pago é a economia. Se você procura por custo-benefício, essa é a melhor opção.

E isso porquê você vai alcançar uma economia média de 70% com uma operadora VoIP. As tarifas, como descrito acima, são bem mais baratas quando comparadas a empresas tradicionais.

Então, depois de mapear o quanto o seu atendimento consome (verificando quantos minutos são usados mensalmente), veja o quanto de capital de investimento você dispõe para o segmento.

Assim, você vai ser muito mais assertivo na hora de definir o plano, seja ele pré-pago ou pós-pago.

Considerações

Viu só como é importante conhecer as especificidades dos planos pré-pago e pós-pago?! Então, comece a sua análise elencando o quanto você consome em minutos mensais.

Depois, saiba mais sobre as operadores em si. E se você tirar dúvidas sobre as condições, tarifas e planos da telefonia digital, pode falar agora mesmo com um dos nossos consultores.

Espero que você tenha curtido esse conteúdo. Continue acompanhando o blog da Nvoip.

Até a próxima!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email