text to speech_nvoip
Livia Nonato

Livia Nonato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on reddit
Share on email

Text to speech: conheça melhor esse recurso

Sabe quando você está lendo um conteúdo textual e gostaria de ouvi-lo para ser mais dinâmico? Essa é a funcionalidade da tecnologia de text to speech. Cada vez mais comum, esse é um recurso que tem sido implementado por aplicativos populares. Quer saber mais sobre esse tema? Então o texto de hoje foi feito para você.

Essa funcionalidade pode ajudar muito a empresas que precisam profissionalizar mais o seu atendimento com a tecnologia.

Mas sem abrir mão da humanização na hora de conversar com o cliente.

Você vai encontrar textos, informações e plataformas que oferecem este recurso fazendo referência a sinônimos como voz neural e voz sintética.

Então, quer entender como o text to speech pode ser útil ao seu negócio? Vamos te apresentar as características e aplicações da tecnologia. Acompanhe!

Como usar esse recurso no seu negócio

O text to speech possibilita que você dê mais abrangência ao seu negócio.

E isso é possível porque você pode programar o seu sistema de atendimento – telefônico, de chat ou omnichannel – para falar com os clientes de outros países da forma mais “amigável” possível.

Ou seja, caso a sua empresa tenha consumidores ou um mercado potencial em países do exterior, você consegue atender a todos de forma cordial, com uma voz neural que imprima o sotaque desejado.

Além de contar com muitas outras funcionalidades. Vamos te explicar as principais ao longo do texto de hoje.

Assim, você melhora a interação com os seus clientes de forma prática, inteligente e, principalmente, realista.

Sem passar aquela impressão de que o cliente está falando com um robô, sabe?

Aliás, esse é um ponto de análise no atendimento de muitas empresas.

Caso o cliente sinta que está apenas passando pelo seu atendimento automatizado, ele pode acabar desistindo da solicitação por vários fatores.

Entre eles: o tempo de resposta (tmr), a não resolução da solicitação, a demora pela transferência da chamada para o operador e etc.

Embora saibamos o quão importante é ter agilidade para responder a um chamado de atendimento, o contato humano, a atenção e solicitude são fundamentais.

E isso está diretamente relacionado ao sucesso da sua estratégia de comunicação corporativa.

Então, tenha em mente sempre a importância de prezar pelo cliente como o centro de qualquer ação, sobretudo no momento que decidir investir em novas tecnologias.

Sendo assim, você consegue implementar tecnologias como o text to speech da forma correta e seguindo boas práticas comerciais.

Ou seja, ao adotar esse recurso, você pode afetar positivamente os seus leads e, consequentemente, alcançar mais oportunidades de venda no atendimento automatizado.

As tecnologias por trás do text to speech

Esse recurso utiliza a inteligência artificial (IA), em conjunto com machine learning, para fazer a conversão do texto em áudio, de uma maneira muito similar à voz humana, o que chamamos de neural. 

Então, vamos por partes, entenda cada um dos conceitos.

Inteligência artificial (IA) é uma tecnologia que desenvolve máquinas para pensarem como os humanos.

Sendo assim, a ideia é que elas aprendam como nós. E para isso são nutridas de informações e dados constantemente.

Sendo assim, é necessário que também haja modelos de dados e uma capacidade de processamento que alcance uma alta performance.

Embora pareça tudo muito complicado, são todas soluções do mundo da computação já muito bem desenvolvidas.

Então, esse é um sistema capaz de coletar informações, analisar e tomar decisões a partir da sua base de dados.

Nesse sentido, por exemplo, o uso combinado de IA com Big Data é fundamental.

O Big Data organiza grandes bancos de dados que são necessários para “alimentar” uma IA.

Outro termo comum para se falar de inteligência artificial é o machine learning. Essa é uma subárea da IA que desenvolve a capacidade de uma máquina aprender.

E como isso funciona? Simples, a partir de algoritmos e reconhecimento de padrões.

Assim, é possível que seu sistema faça previsões.

Tudo isso tem feito toda a diferença para a comunicação corporativa.

Com certeza você já teve contato com alguma aplicação de inteligência artificial de empresas; e talvez nem tenha percebido.

Mas ela está lá, para solucionar as suas dúvidas no aplicativo do banco, no reconhecimento de voz da atendente virtual de um SAC e para te responder a dúvidas com um simples “Hey, Google” ou “Olá, Siri”.

E é nesse cenário que criou-se o text to speech, conheça as características desse recurso em detalhes. Continue a leitura.

O que é TTS?

TTS ou text to speech é a funcionalidade da tecnologia que converte um texto em voz. O principal diferencial desse recurso é a aproximação com a voz humana.

Há alguns anos, é bastante comum ver empresas e aplicativos que usam assistentes virtuais e robôs de automação para algum objetivo de interação com o usuário.

No entanto, a ideia era realmente essa: você sabia que estava em contato com um recurso automatizado, o que causava a sensação de distanciamento do usuário e não contava com naturalidade.

Agora, com o text to speech, você consegue adequar o texto ao tom de mensagem, além de colocar o mesmo conteúdo em idiomas diversos.

A grande diferença neste caso é a voz natural do text to speech, que tem a capacidade de responder de maneira inteligente com praticidade e realista.

Além disso, ao começar a usar a tecnologia do TTS, você passa a oferecer mais uma funcionalidade para o usuário do seu aplicativo, site ou sistema de atendimento.

Ao desenvolver uma interface de voz inteligente, você pode entreter seus clientes com mais um recurso.

E, ainda, possibilitar mais acessibilidade nos seus canais de interação.

Hoje, grandes empresas como a Google oferecem uma API (Application Programming Interface) para integração do TTS à outros sistemas e aplicativos.

De forma simples, a API é um conjunto de instruções que possibilita conectar dois sistemas.

No caso do TTS, você pode vincular a tecnologia de conversão de texto para voz neural a sua plataforma digital, site, chat e muito mais.

Funcionamento do text to speech

Na prática, depois de integrar o text to speech, você escolhe entre uma grande variedade de vozes disponíveis compatíveis com a fala humana.

Nesse momento, atenção: escolha a voz neural que mais combina com o seu aplicativo e usuário.

Desse modo, o recurso vai agregar ao seu app e não ser um “incômodo”.

Na sequência, ajuste as configurações sonoras e implemente ao canal de comunicação que desejar.

Outro ponto interessante dessa discussão, é o fato de você poder personalizar uma voz na tecnologia text to speech.

Assim, você consegue ter mais exclusividade no recurso, diferenciando a sua empresa das demais.

Como, por exemplo, é feito na Google Cloud Text to Speech.

Esse é um dos recursos Beta da aplicação, ou seja, para desbloquear é necessário que você pague pela funcionalidade.

Em resumo, com o recurso, você consegue “treinar” um modelo de voz personalizada usando gravações de áudio de qualidade de estúdio para criar uma voz exclusiva.

É possível que você use a voz personalizada para sintetizar o áudio usando a API.

Então, você deve fazer algumas tarefas: enviar ao sistema uma biblioteca de áudios e personalizar sua voz neural.

Ou seja, você manda uma série de conteúdos de voz para treinar o sistema (por meio do machine learning e a IA) para desenvolver a sua voz neural exclusiva.

Desse modo, a sua marca passa a ter mais identidade frente aos concorrentes.

Diferenciais do recurso

O text to speech com voz personalizada permite que todos os seus canais de comunicação tenham uniformidade.

Isso é muito importante à nível de marketing, sobretudo para o branding das organizações.

Podemos citar alguns exemplos mais tradicionais, como os personagens e mascotes 3D, que têm ganho cada vez mais adesão das marcas.

Como o caso da Lu da Magalu, do Baianinho das Casas Bahia, e muitos outros. A identificação visual e sonora cria uma espécie de vínculo e identificação da empresa com os clientes.

O mesmo pode ocorrer no caso do text to speech.

Além disso, com bastante rapidez você faz as mudanças no sistema, adequando as suas necessidade de voz, sem precisar gravar novas frases toda vez.

Tudo isso possibilitado pelo aprendizado de máquina.

Quantos ao padrão técnico, você pode ajustar o volume, o tom da voz e a velocidade da fala.

Dito isso, podemos falar de mais um termo técnico fundamental para a compreensão e funcionamento dessa tecnologia.

Telefonia virtual

Síntese de fala

Como falamos, o text to speech é a conversão de duas modalidades. Esse processo de conversão da entrada do texto e saída em dados de áudio é o que chamamos de síntese.

A “saída” da síntese, ou seja, a voz propriamente é o que chamamos de fala sintética.

O processo de síntese de fala gera áudios brutos que são codificados em fragmentos (ou string, na linguagem dos programadores) e os aplica a uma base.

Depois, esses dados codificados na base passam para o formato de arquivo de áudio para que o aplicativo, sistema ou site possa reproduzir normalmente o conteúdo.

O text to speech tem dois tipos de entrada: o texto bruto ou os dados formatados em SSML.

Aliás, SSML em tradução literal é a compatibilidade com linguagem de marcação de síntese de fala. A grosso modo, é uma forma de aprimorar a fala sintética ao “marcar” o texto.

Essa marcação é, basicamente, componentes para melhorarem um áudio de voz neural.

Mas como assim? Simples, você insere pausas, pronúncias de vocabulários específico (como algum tipo de gíria ou expressão de um outro idioma que vai agregar na compreensão) e muito mais detalhamentos de áudio.

Por exemplo, você pode colocar uma pausa mais longa durante uma parte do texto, modificar a velocidade, baixar o tom de voz e por aí vai.

À exemplo das tecnologias já desenvolvidas, como a Polly da Amazon – que é uma voz neural do text to speech – você consegue aprimorar os seguintes pontos:

  • Enfatizar palavras ou frases específicas;
  • Usar a pronúncia fonética;
  • Incluir sons de respiração;
  • Sussurrar;
  • Usar o estilo de locutor.

Sendo assim, você enriquece ainda mais o recurso e se aproxima, cada vez mais, do objetivo de humanizar o text to speech.

Como usar o TTS na prática

Agora você já conhece mais sobre o TTS, podemos te apresentar alguns casos de uso para empresas, desenvolvedores de aplicativos e sites.

Além de te explicar os benefícios de implementação da tecnologia no segmento corporativo.

1 – Bots de voz para mais naturalidade e dinamismo ao atendimento

Hoje, é comum nomearmos as centrais de atendimento de duas formas: call center e contact center.

Os bots de atendimento foram criados para automatizar tarefas repetitivas e burocráticas. Além de, claro, reduzir o tempo de resposta e dar mais modernidade ao sistema de contato com o cliente.

Porém, o bot – quando são plataformas de chat, chamamos de chatbot – é capaz de responder a perguntas pré-programadas no seu sistema, o que é muito positivo em alguns casos.

Mas, com o avanço tecnológico, você pode fazer mais. E é nesse ponto que entra a integração do text to speech.

Por ser uma tecnologia que se aproxima ao máximo do real, o text to speech não apenas responde a perguntas programáveis, como aprende a todo o tempo com os bancos de dados.

Basicamente, essa é essência do machine learning, que se nutre para ter mais informações e padrões na hora de interagir com o cliente no atendimento.

Então, os seus bots de voz com o text to speech são muito mais inteligentes e realistas e podem acabar te aproximando mais do cliente.

Caso eles fiquem mais satisfeitos, você teve um facilitador para construir um relacionamento do potencial cliente com a sua marca e também gerar mais rentabilidade para o seu negócio.

2 – Geração de voz para o seu aplicativo

Se você é um desenvolvedor de sites e e-commerce com certeza sabe a importância de aumentar os recursos disponíveis nestes canais de comunicação, certo?!

Então essa é uma das tendências para esses profissionais ficarem atentos.

Seja como prestadores de serviços ou como parte uma organização, ter um recurso de geração de voz no aplicativo pode atrair mais pessoas.

Assim, você permite que seus usuários interajam no app com mais uma facilidade.

Aliás, esse recurso também pode ser usado em ações de marketing, como o lançamento de produtos e mudanças no catálogo.

Você pode preparar o seu recurso de text to speech para anunciar novidades enviando mensagens

Especialmente no caso da telefonia, o text to speech pode ser implementado a URA (Unidade de Resposta Audível), que nada mais é do que uma central telefônica.

Esse sistema faz o atendimento prévio do cliente, direciona-o para filas de espera, contêm mensagens gravadas e, por fim, encaminha a ligação ao atendente caso necessário.

Se você passa a integrar o text to speech, por exemplo, terá uma tecnologia mais intuitiva, realista e inteligente para “conversar” com os seus clientes.

Além disso, você consegue ter mais acessibilidade na sua forma de comunicar. O text to speech possibilita que o usuário escute algum conteúdo de forma natural.

Simplificando (e muito) a experiência do usuário nos seus canais de interação e atendimento.

Considerações

Viu só como o text to speech é uma tecnologia que pode dar um upgrade nos recursos disponíveis nos seus canais de comunicação? Então, analise as plataformas que oferecem esse serviço.

Naturalmente, esse é um serviço cloud, então você consegue rapidamente ativar e ajustar o que for necessário.

No mesmo sentido, a telefonia digital tem facilitado bastante a maneira como empresas estão se comunicando. Reduzindo custos sem abrir mão da qualidade.

Então, ficou curioso? Fale agora mesmo com um dos nossos colaboradores e tire suas dúvidas.

Espero que você tenha curtido esse conteúdo, continue acompanhando o blog da Nvoip.

Até a próxima.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email